Scalzilli Althaus | Por 1%, startup oferece site e estrutura física para corretores de imóveis
27633
post-template-default,single,single-post,postid-27633,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive
 

Por 1%, startup oferece site e estrutura física para corretores de imóveis

Por 1%, startup oferece site e estrutura física para corretores de imóveis

Entenda como funciona o serviço

Começa a operar no mercado de Porto Alegre a Bro.Work, uma startup que mira tanto corretores quanto imobiliárias. A aposta é suporte online e offline.

Aposta em atrair corretores autônomos
A empresa oferece uma plataforma de internet para as vendas e uma estrutura física, com sala de reuniões. Também tem parceiros para colocar na jogada, como fotógrafos e suporte jurídico.

Por enquanto, são 110 corretores e seis imobiliárias credenciados. O cadastro é gratuito. A remuneração da Bro.Work ocorre por meio da cobrança de 1% do valor de venda do imóvel.

A meta da BroWork é fechar o ano com 800 corretores credenciados. O escritório Scalzilli Althaus fez a estruturação do negócio para a startup.

— É interessante para o corretor autônomo porque ele preservará a comissão. Já a imobiliária ganha um canal de vendas. A Bro.work ganha pelo serviço, que em escala dilui os custos de promoção no mercado — enfatiza Maurício André Gonçalves, coordenador da área tributária, societária e compliance do Scalzilli Althaus.

 

Veículo: Zero Hora – Coluna Giane Guerra
Maurício André Gonçalves – Coordenador da área Tributária, Societária e Compliance

mauricio.goncalves@scaadvocacia.com.br